Inicio do conteudo

Mato Grosso investe fortemente em infraestrutura. Tema para o governador Mauro Mendes

Além de novas rodovias, há investimentos sendo feitos na recuperação das já existentes e previsão de duas ferrovias, o que auxiliará na vocação de celeiro agrícola do estado

Solange Sólon Borges, Agência Indusnet Fiesp

Mauro Mendes, governador do Mato Grosso (Democratas), integrou encontro da Fiesp nesta quarta-feira (10/3), com foco na infraestrutura do seu estado, destacando a visão atual e os projetos futuros, com prioridade para a agilização de incentivos fiscais e simplificação da burocracia pública.

Mendes inicialmente tratou do plano de recuperação fiscal realizado, assim que assumiu, pois o estado estava à beira da insolvência, e hoje investe 15% do que se arrecada em 2021, um índice expressivo. O planejamento para o segundo semestre é asfaltar 1.500 km e recuperar outros 2.000 km de rodovias, além da construção de 180 pontes de médio e grande porte, e com programas junto às prefeituras, substituir 5.000 pontes rurais. Também, no horizonte, a construção de cinco grandes hospitais, dois já licitados e iniciados, e a disponibilidade de mais 4.000 vagas em presídios, de acordo com o governador,

No caixa do governo estão 90% dos investimentos programados para 2021, o que, segundo refletiu, demonstra o baixo endividamento do estado e a oportunidade de alavancar novos créditos. Conforme explicou, neste ano, do montante de investimentos, em torno de R$ 3,5 bilhões, 75% são recursos próprios e os demais 25% por meio de financiamentos. Há ainda a previsão de investimentos para 2022 da ordem de R$ 4,5 bilhões.

As linhas mais baratas de crédito ampliam “a nossa capacidade de fazer investimentos, isso retroalimenta o setor produtivo e o agronegócio”, sinalizou, reforçando que o Mato Grosso responde por 30% da produção nacional, com fortes commodities alimentares, competitivas mundialmente, além de ser o maior produtor de etanol à base de milho.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1620738258

Presidente da Fiesp e do Ciesp, Paulo Skaf, saúda o governador Mauro Mendes, do Mato Grosso. Fotos: Ayrton Vignola/Fiesp

O objetivo de Mendes é estabelecer um ambiente de negócios e parcerias, agilizar aprovações e destravar o licenciamento ambiental, devido à implantação da licença simplificada e autodeclaratória para atividades de baixo impacto ambiental, ou seja, em pouco tempo são emitidas as licenças para execução e operação, e assim o esforço é concentrado na avaliação de projetos mais complexos.

“Fizemos, no ano passado, o maior em volume de rodovias sob concessão: 1.000 km para a iniciativa privada, só ficando atrás de São Paulo”, exemplificou. Mendes ainda tratou da perspectiva de incremento de outro modal, referindo-se a duas ferrovias, uma delas entrando pela região do Araguaia e outra saindo de Rondonópolis, com a ampliação da capacidadede transporte em 700 km dentro do Estado, proporcionando, ainda, oportunidade de projetos de infraestrutura correlatos. O governador também tratou do potencial da infraestrutura turística em orlas, estradas, e inclusive a disponibilização do 4G no Pantanal, a fim de incrementar a conectividade.

Paulo Skaf, presidente da Fiesp, presente à reunião, saudou o governador, e debateu a necessidade de se rever a burocracia existente que entrava investimentos. Marcos Marinho Lutz, presidente do Conselho Superior de Infraestrutura (Coinfra) da Fiesp, reforçou que o Mato Grosso realmente é um celeiro que necessita de forte infraestrutura.