Reunião do Conselho debate as implicações da LGPD e os benefícios da certificação OEA

As reuniões vêm acontecendo, mensalmente, por videoconferência

Nesta segunda (29), o CIESP Jundiaí promoveu mais uma Reunião do Conselho, por videoconferência e reuniu diretores de departamento, empresários e conselheiros, representantes locais para debater o dia a dia da indústria da região composta por 11 municípios. 

O assunto não poderia ser outro senão a pandemia e a retomada econômica com o início da vacinação em massas que teremos no Brasil nas próximas semanas. O diretor titular Marcelo Cereser e os vice-diretores, Alexandro Zavarizi e Claudio Palma, coordenaram o encontro que contou com a presença de mais de 30 pessoas. “Gostaria de agradecer a participação de todos, neste momento que estamos vivendo e, mesmo em meio às dificuldades, estão separando este tempo na agenda para nos reunirmos e conversarmos sobre o dia a dia das nossas empresas”, anunciou. “Estamos torcendo pela vacinação, sem polarização política e com os próximos resultados. Estamos acompanhando as atualizações da FIESP/CIESP sobre a compra das vacinas e agora em abril, teremos mais de 60 milhões de vacinas disponíveis”, comentou. 

O diretor de Comércio Exterior, Marcio Ribeiro Julio, avaliou a situação para o mercado com o navio encalhado no Canal de Suez. “Não é o tempo em que o navio fica parado no canal, é o tempo que os outros navios ficam parados, precisam dar volta ou reposicionar contêineres. Estes 12 dias que o navio ficou encalhado vão impactar por quatro semanas, especialmente, as cargas que vêm da Ásia”, explicou. 

CERTIFICAÇÃO OEA - A pedido do vice-diretor, Alexandro Zavarizi, Marcio comentou também sobre a Certificação OEA e como ela pode melhorar a relação das empresas com a Receita Federal do Brasil.  “Nós falamos sobre OEA na última reunião do departamento de Comércio Exterior, e a Cileide David, nossa diretora adjunta, deu uma aula sobre OEA. “Qualquer empresa com operações em comércio exterior pode obter a certificação, garantindo mais segurança para toda a cadeia logística e conferindo um selo de qualidade que vai impactar num tratamento aduaneiro diferenciado. Os processos passam por recertificações, desde que as obrigações estejam em dia em nível municipal, estadual e federal”, explicou. “Entre as principais vantagens está o acesso a um canal específico com a Receita Federal do Brasil com atendimento diferenciado”, explicou, destacando que é uma oportunidade muito boa para as empresas que tiverem capacidade para se certificar como OEA.

INSTITUTO BÖLLHOFF - A diretora de Recursos Humanos, Vania Mazzoni, em visita às empresas da nossa região, conheceu o Instituto Böllhoff de Medula e trouxe a ideia de promover uma campanha de doação de sangue e cadastro de medula óssea entre os colaboradores. Simone Lazarotti contou a experiência da Böllhoff. “A ideia é apresentar este trabalho lindo que eles fazem para todos os nossos diretores, conselheiros e associados. Queremos retomar esta divulgação e incentivar às empresas associadas a promoverem campanhas como estas entre seus colaboradores”, explica, comentando que o Instituto Böllhoff está à disposição para orientar nos procedimentos e na organização e promoção das campanhas.

De acordo com Simone, as atividades do Instituto Böllhoff de Medula estão voltadas à promoção da saúde, assistência social e empatia social por meio da mobilização, orientação, assistência e apoio à doação e ao transplante de medula óssea e outras ações que envolvam o tratamento de doenças oncológicas e hematológicas. “Nossa missão é promover e apoiar ações, projetos e serviços para melhorar o acesso e a qualidade da doação e do transplante de medula, bem como do tratamento dos tipos de câncer e doenças do sangue”, comentou.

Para promover uma campanha destas na sua empresa, procure a Vania Mazzoni, diretora de Recursos Humanos do CIESP Jundiaí, pelo email: vania@novarh.com.br ou ainda contate diretamente o Instituto Böllhoff  através do email: contato@institutobollhoff.com.br  ou telefone: (11) 2136 2519

EM JARINU - A diretora de Responsabilidade Social, Cida Gibrail, destacou a atuação do SENAI Jundiaí na cidade de Jarinu. “A orientação aos municípios é muito importante para os municípios da nossa região. Depois das nossas orientações, a prefeitura de Jarinu está fazendo um levantamento de demandas de cursos para a população para atender a demanda das empresas que estavam contratando mão de obra de fora. A presença do SENAI está trazendo orientação e reflexão para os gestores da cidade de Jarinu e até estão indo atrás de outras parcerias como o SEBRAE”, contou.

LGPD - O vice-diretor Alexandro Zavarizi comentou sobre a LGPD e como está sendo a implantação em sua empresa para alertar aos empresários que ainda não se preocuparam com este tema. “As empresas têm até agosto para implantar os processos e controles para atender a legislação e, após isso, a empresa fica sujeita às multas e sanções”, alertou. “Para mostrar a vocês o tamanho do trabalho: são 10 meses para fazer a implementação, formamos 3 tipos de comitês e mais de 120 processos estão sendo avaliados: estamos aprendendo e todos os colaboradores precisam passar por treinamento”, destacou.

Cíntia Souza – Assessoria de Comunicação – CIESP Jundiaí

 

 

 

Comente