Convênio Caixa Econômica Federal

Crédito à indústria fica mais barato com parceria Ciesp-CEF 

Taxas de juros reduzidas beneficiam investimento e capital de giro das MPIs. Micro e pequeno empreendedor também pode receber treinamento em exportação, planejamento estratégico e crédito imobiliário.

O Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) e a Caixa Econômica Federal (CEF) mantêm um convênio que disponibiliza crédito mais barato às micro, pequenas e médias indústrias paulistas. A parceria também vai focar a capacitação técnica na área de gestão como ferramenta de expansão do setor.

Empréstimo mais barato
O fornecimento de crédito previsto na parceria Ciesp-CEF oferece três produtos exclusivos às micro e pequenas empresas:

Producard: Financia a compra de insumos realizada exclusivamente pelo micro e o pequeno industrial, cujo faturamento não pode ultrapassar R$ 15 milhões anuais. Os valores variam entre R$ 500 e R$ 100 mil, com taxa de abertura e renovação de crédito de 2% sobre o valor adquirido. O prazo de pagamento é de até três anos e meio. A maior vantagem fica por conta da taxa de juro reduzida para associados Ciesp. Se a empresa, por exemplo, contratar entre R$ 10 mil e R$ 30 mil para pagar em 24 meses, a alíquota será de 2,16% ao mês – não-associados pagariam taxa de 2,36% a.m. O tempo de pagamento também é importante: o mesmo aporte diluído em 42 prestações teria juros de 2,20% a.m. às empresas associadas, enquanto para não-associadas, 2,40%.

Giro Caixa: Também voltado à MPI com o mesmo limite de faturamento. É destinado a suprir necessidades de capital de giro de empresas que participam de Arranjos Produtivos Locais (APL) – pólos industriais de um mesmo segmento. O crédito varia entre R$ 1 mil e R$ 30 mil, com 12 meses para pagar.

Crédito Aporte Caixa: Linha de financiamento para empresas de médio porte, cuja garantia exigida é um imóvel de no mínimo R$ 50 mil – o crédito liberado varia entre 40% e 50% desse valor, entre R$ 20 mil e R$ 400 mil. O prazo de pagamento pode ser de até 60 meses, com taxa de juros de 1,69% a.m. É exigida abertura de conta-corrente pelo tomador do empréstimo.

Encargos contratuais e o IOF (imposto federal) não entram nos benefícios. Assim como outros programas como Finame, Proger e BNDES Automático, que obedecem a regras do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), fornecedores dos recursos.

Mais informações:

Entre em contato com a regional mais próxima da sua empresa ou com a Central de Atendimento do Ciesp, pelo telefone: (11) 3549-3232 ou e-mail: atendimento@ciesp.com.br