Salvador Arena – Um dos pioneiros para o desenvolvimento industrial de SBC

‚Äú… o barulho de tuas prensas, de tuas serras, de tuas tupias √© a sinfonia da produ√ß√£o. Produ√ß√£o que espalhas por este Brasil afora…‚ÄĚ. Foi assim que Salvador Arena, uma das maiores personalidades de S√£o Bernardo do Campo, descreveu a cidade que tanto amava em um poema declamado no dia em que recebeu o t√≠tulo de Cidad√£o S√£o Bernardense, em maio de 1971, das m√£os do prefeito da √©poca, Geraldo Faria Rodrigues. O tempo cruzou as hist√≥rias de um dos maiores empres√°rios do ramo de metalurgia do pa√≠s e da cidade que deu origem ao principal polo industrial do Brasil.

Entre os milhares de imigrantes europeus e asi√°ticos que vieram para a regi√£o em busca de oportunidades, vieram tamb√©m, em 1920, da L√≠bia, ent√£o col√īnia italiana, Salvador Arena, com 5 anos de idade, e seus pais Nicola Arena e Giuditta Patessio Arena. A fam√≠lia viveu em S√£o Paulo, onde Nicola tinha uma oficina mec√Ęnica para processar sucata de metais, permitindo que a inf√Ęncia de Salvador fosse repleta de pe√ßas e m√°quinas.

Salvador Arena formou-se engenheiro civil aos 21 anos pela Escola Polit√©cnica da USP e, aos 27 anos, decidiu implantar, com apenas 200 d√≥lares, uma ind√ļstria. O local escolhido pelo imigrante para dar continuidade ao seu sonho foi S√£o Bernardo do Campo, em fun√ß√£o da proximidade da capital e do potencial para a ind√ļstria j√° imaginado por ele. O terreno, na √©poca, ficava no meio de planta√ß√Ķes de batatas, cortadas por uma estrada de terra que levava para o litoral paulista, um de seus lugares prediletos.

Hoje, a avenida que ganhou o nome de Caminho do Mar √© o endere√ßo de uma das unidades da Termomecanica S√£o Paulo S.A., uma das primeiras metal√ļrgicas a serem implantadas em S√£o Bernardo do Campo. Suas atividades iniciaram em outubro de 1942 e, mais de 70 anos depois, a TM continua na lista das 500 maiores e melhores empresas do Brasil, empregando cerca de 2 mil pessoas. A regi√£o onde Salvador Arena contribuiu com os primeiros passos rumo ao desenvolvimento industrial, ainda na d√©cada de 40, atualmente √© reconhecida como o primeiro centro das ind√ļstrias metal√ļrgica e automobil√≠stica do Brasil.

Aos poucos e com ideias sempre à frente de seu tempo, Salvador Arena tornou-se uma das personalidades mais comentadas da cidade. Seu comportamento inovador despertou a atenção de políticos e de outros empresários da época. Na área empresarial, quando ainda não havia legislação a respeito de participação nos lucros e remuneração por produtividade, o engenheiro já havia incorporado os benefícios à rotina da fábrica.

Na √°rea de assist√™ncia social, deu o seu passo mais importante para contribuir com o desenvolvimento social e educacional de S√£o Bernardo do Campo: a cria√ß√£o da Funda√ß√£o Salvador Arena e do Centro Educacional. As duas institui√ß√Ķes, juntas, empregam 300 pessoas, sendo a maioria delas moradoras de S√£o Bernardo do Campo. Tudo come√ßou com o sonho de criar uma escola-modelo, onde alunos de diferentes classes sociais pudessem se beneficiar do mesmo conhecimento. O Col√©gio Termomecanica foi transferido da f√°brica para uma das comunidades mais carentes do munic√≠pio, onde a Funda√ß√£o Salvador Arena deu continuidade nas suas atividades. Os servi√ßos, desde os primeiros anos, eram oferecidos al√©m dos funcion√°rios e familiares da TM tamb√©m √† popula√ß√£o local e a institui√ß√£o passou a atuar fortemente nas regi√Ķes onde havia car√™ncia de recursos.

Sem filhos ou herdeiros, o empres√°rio deixou em testamento todos os seus bens para a Funda√ß√£o Salvador Arena. Gra√ßas aos recursos e ao legado deixado pelo seu idealizador, a FSA expandiu a sua √°rea de atua√ß√£o, financiando projetos sociais nas regi√Ķes Norte, Nordeste e Sudeste do Brasil. Em S√£o Bernardo do Campo, nos √ļltimos 10 anos, a Funda√ß√£o beneficiou mais de 100 entidades sem fins lucrativos e mant√©m, com investimentos de mais de R$ 40 milh√Ķes por ano, o Centro Educacional que oferece educa√ß√£o b√°sica e superior gratuita e de qualidade para cerca de 2.500 alunos provenientes, principalmente, da Grande S√£o Paulo. A FSA beneficia mais de 90.500 pessoas todos os anos, sendo em sua maioria da regi√£o do ABC.

O engenheiro Salvador Arena sempre acreditou que a educa√ß√£o pode combater a pobreza e capacitar as pessoas para que possam construir um futuro melhor. Por acreditar nisso, ele decidiu contribuir de forma efetiva para a constru√ß√£o desse mundo. Ele escolheu S√£o Bernardo do Campo, e hoje, gra√ßas ao seu legado e aos recursos financeiros deixados por ele, o Conselho Curador, nomeado por ele em vida, pode dar continuidade ao seu trabalho, beneficiando n√£o s√≥ a popula√ß√£o do munic√≠pio, mas tamb√©m comunidades carentes em outras regi√Ķes do Brasil.

Hoje, 16 anos ap√≥s a morte do engenheiro Salvador Arena, o seu nome ainda √© lembrado em locais p√ļblicos e privados de S√£o Bernardo do Campo, como forma de homenagear o homem que faz parte da hist√≥ria da cidade:

Parque Engenheiro Salvador Arena

Tamb√©m conhecido popularmente como o ‚Äúparque da m√ļsica‚ÄĚ, por oferecer durante todo o ano v√°rias apresenta√ß√Ķes art√≠sticas, o parque est√° localizado na Avenida Caminho do Mar, h√° poucos metros da primeira unidade da Termomecanica S√£o Paulo S.A. Foi inaugurado em 18 de dezembro de 2005 pela Prefeitura Municipal e recebeu o nome em homenagem ao engenheiro que contribuiu para o desenvolvimento social e educacional do munic√≠pio. O grande diferencial √© o aqu√°rio de √°gua doce, considerado o maior de exposi√ß√£o de peixes do pa√≠s e um painel que conta a hist√≥ria do bairro.

Nova Vila Salvador Arena

Conjunto habitacional constru√≠do no local onde antigamente encontrava-se o N√ļcleo Habitacional Itatiba, popularmente conhecida como favela Itatiba. Os moradores que viviam em casas feitas de madeira na regi√£o onde n√£o existia saneamento b√°sico receberam gratuitamente 166 casas populares, constru√≠das pela Funda√ß√£o Salvador Arena em parceria com a administra√ß√£o municipal. A principal rua do conjunto habitacional tamb√©m leva o nome do engenheiro.

Prédio do Centro Universitário da Fundação Educacional Inaciana (FEI)

O Pr√©dio E foi constru√≠do pelo engenheiro Salvador Arena dentro do campus da FEI. A inten√ß√£o, na √©poca, era oferecer mais qualidade e conforto para os alunos que estavam sendo preparados para o mercado de trabalho. A administra√ß√£o da FEI na √©poca decidiu homenagear Salvador Arena dando o seu nome a nova instala√ß√£o. Hoje, o local abriga o Centro de Laborat√≥rios Mec√Ęnicos que atende as √°reas de Mec√Ęnica, Automobil√≠stica, Materiais e Metalurgia, T√™xtil e Sala de Tempos Integrais do Departamento de Engenharia Mec√Ęnica.

Anfiteatro da Escola Técnica Estadual Lauro Gomes

O Anfiteatro Salvador Arena foi uma homenagem da Escola T√©cnica Estadual Lauro Gomes em agradecimento ao apoio dado √†s instala√ß√Ķes para o anfiteatro dessa importante escola em nosso munic√≠pio. O local foi inaugurado em 14 de outubro de 2005 e, at√© ent√£o, n√£o estava sendo utilizado, uma vez que faltavam equipamentos, cadeiras e infraestrutura para torn√°-lo funcional. A FSA equipou o espa√ßo com aparelhagem de √°udio, v√≠deo, instala√ß√Ķes diversas e cadeiras modernas, capazes de acomodar mais de 250 pessoas.

Prédio da Secretaria Municipal de Educação

O prédio, localizado no bairro Nova Petrópolis, foi inaugurado em 08/12/98 e recebeu o nome Salvador Arena em agradecimento ao empenho, dedicação e investimentos do engenheiro na área de educação em São Bernardo do Campo.

Teatro Engenheiro Salvador Arena

O Teatro Engenheiro Salvador Arena, inaugurado no dia 30 de junho de 2005, dentro do Centro Educacional da Funda√ß√£o Salvador Arena (CEFSA), no bairro Alvarenga, tem capacidade para 600 pessoas e disp√Ķe de uma moderna e completa infraestrutura para a apresenta√ß√£o de atividades de produ√ß√£o, difus√£o e forma√ß√£o cultural nas √°reas de cinema, m√ļsica, dan√ßa, circo e teatro, bem como para a realiza√ß√£o de grandes projetos de cunho art√≠stico, cient√≠fico e cultural. O Teatro tem como foco promover o acesso √† cultura e propiciar a forma√ß√£o cultural da comunidade interna e externa do CEFSA, al√©m de complementar e estimular os processos educativos e formativos do Col√©gio Termomecanica e da Faculdade de Tecnologia Termomecanica.

Sobre a Fundação Salvador Arena

Iealizada e criada em 1964 pelo engenheiro Salvador Arena, empres√°rio do setor metal√ļrgico e propriet√°rio da Termomecanica S√£o Paulo S.A., a Funda√ß√£o Salvador Arena √© uma institui√ß√£o civil de finalidade filantr√≥pica, direito privado e sem fins lucrativos que mant√©m atividades de apoio social voltadas √† transforma√ß√£o social e, em especialmente, educa√ß√£o.

Hoje, a Funda√ß√£o Salvador Arena √© administrada por um Conselho Curador, que manteve os projetos originais e vem ampliando os investimentos sociais e educacionais ao longo dos √ļltimos anos. Al√©m de desenvolver projetos pr√≥prios, como o Col√©gio Termomecanica e a Faculdade de Tecnologia Termomecanica, a Funda√ß√£o implementa programas que visam ao fortalecimento do terceiro setor por meio do apoio a entidades beneficentes, filantr√≥picas e ONGs e da capacita√ß√£o de dirigentes e t√©cnicos dessas organiza√ß√Ķes.

Em 2013, o foco de investimento da Funda√ß√£o Salvador Arena foi educa√ß√£o, que recebeu o maior volume de recursos, da ordem de R$ 41 milh√Ķes, seguido de assist√™ncia social, para a qual mais de R$ 6 milh√Ķes foram aplicados em iniciativas de desenvolvimento social, comunit√°rio e fortalecimento de organiza√ß√Ķes do terceiro setor.

 

Comente