Emprego na Indústria cai na região, mas ainda apresenta índice positivo

Em setembro foram gerados 150 postos de trabalho, segundo o Ciesp

trabalhador-indústria

Aumento dos postos de trabalho na Indústria depende de melhoria no cenário nacional

O nível de emprego industrial na Diretoria Regional do Ciesp – São Carlos (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo) caiu em setembro, se comparado ao mês anterior, mas, ainda assim, apresentou resultado positivo. Juntos, os 12 municípios que integram a região geraram 150 postos de trabalho em setembro, contra 350 em agosto, o que representa uma variação de 0,39%

O saldo é positivo também se comparado ao mês de setembro do ano passado, quando foram abertos 100 postos de trabalho. O acumulado no ano foi de 3%, representando um aumento de aproximadamente 1.050 postos de trabalho. E se considerados os últimos 12 meses, a média é de 300 postos de trabalho a mais.

A queda no número de contratações não surpreende, segundo o Ciesp – São Carlos, já que a tendência no segundo semestre na região é reduzir os postos de trabalho, devido à entressafra. Para que a geração de emprego na indústria aumentasse, seria necessária uma melhora significativa no cenário estadual e nacional.

“Atualmente, temos que viver um dia de cada vez para tomar as decisões, já que não sabemos o que ocorrerá daqui para frente. Mas é claro que sempre agimos e queremos ver o crescimento do setor, porque entendemos que quando a indústria cresce, outros setores crescem junto”, analisou o diretor regional do Ciesp São Carlos, Emerson Chu.

Influências

O nível de emprego industrial na Diretoria Regional do Ciesp – São Carlos no mês de setembro de 2018 foi influenciado pelas variações positivas de produtos de minerais não-metálicos (3,12%), produtos diversos (2,47%), bebidas (0,17%) e máquinas, aparelhos e materiais elétricos (1,34%), setores que mais influenciaram o cálculo do indicador total da região.

Sobre o Ciesp

O Ciesp reúne empresas industriais e parceiros ligados ao setor produtivo, dá suporte aos empresários e os representa junto à sociedade e aos governos municipal, estadual e federal. Frequentemente, promove estudos e debates sobre temas de interesse dos associados e é o responsável por levar as demandas do setor às autoridades.

A Regional de São Carlos compreende também Ibaté, Ribeirão Bonito, Dourado, Trabiju, Boa Esperança do Sul, Descalvado, Analândia, Porto Ferreira, Pirassununga e Santa Cruz da Conceição.

* Os gráficos abaixo demonstram a evolução da Diretoria Regional – São Carlos nos últimos 24 meses e a comparação do mesmo mês nos anos anteriores.

grafico-nivel-emprego-sao-carlos

Comparativos com anos anteriores

grafico-nível-emprego-são-carlos-mês-a-mês

Comente