Inicio do conteudo

Tecnologia é um gargalo para o setor de máquinas, diz diretor da Abimaq

Em palestra no Paulínia Petróleo e Gás, Alberto Machado chama a atenção para o uso de mais conteúdo local nas máquinas fabricadas no Brasil

A afirmação é do diretor executivo do Conselho de Óleo e Gás da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), Alberto Machado. Ele falou sobre a ênfase em conteúdo local e capacidade de fornecimento da indústria nacional na tarde desta quarta-feira (21/08), em Paulínia, durante o “Paulínia Petróleo e Gás”.

De acordo com Machado, o cenário atual para a indústria de máquinas é de “importação crescente e exportação decrescente”. Em junho de 2013, o setor trabalhou com 73% de sua capacidade instalada, 0,3% que em maio e 3,4% menos que em 2012.

“Temos que aproveitar toda essa demanda do setor de petróleo para desenvolver o país”, disse. “Fazer como o [presidente da Fiesp e do Ciesp] Paulo Skaf falou aqui no evento hoje: pensar além da produção.”

Segundo Machado, os fabricantes de máquinas têm tido dificuldade também para manter empregos. O setor fechou o mês de junho com 259,8 mil empregados. “Demitir mão de obra qualificada é uma situação complicada para nós”, disse.

Para o diretor executivo do Conselho de Óleo e Gás da Abimaq, entre as principais dificuldades do setor rumo ao uso de mais conteúdo local está a falta de investimento em tecnologia. “Não se faz conteúdo local de uma hora para a outra”, disse. “E a tecnologia é um gargalo para nós”.

Para ele, não dá para viver “pendurado” na tecnologia estrangeira. “Ainda somos muito dependentes do exterior”, afirmou.

O chamado “Custo Brasil” também foi apontado como um complicador. “Lá fora tudo custa a metade do preço”.

De acordo com Machado, o uso de mais conteúdo nacional deve envolver “todos os segmentos da indústria”. “O conteúdo local tem que ser estimulado até mesmo junto ao mercado fornecedor”, disse.

Paulínia Petróleo e Gás

Considerado o mais importante encontro do setor na região, o “Paulínia Petróleo e Gás” é uma iniciativa da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp).

Além de um congresso, com painéis e debates, a programação inclui rodada de negócios e sala de crédito.

O evento prossegue até esta quinta-feira (22/08) no Theatro Municipal de Paulínia.

Agência Ciesp de Notícias