Inicio do conteudo

Saldo de emprego na indústria paulista cai em outubro

Com variação de -0,14%, foram encerrados 3 mil postos de trabalho no mês

Cristina Carvalho, Agência Indusnet Fiesp

A variação do saldo de emprego na indústria paulista foi negativa em outubro (-0,14%), com o fechamento de 3 mil postos de trabalho, na série sem ajuste sazonal. Feito o ajuste, a queda no mês é de -0,25%. Nessa mesma base de comparação, computados os dados do acumulado do ano, entre janeiro e outubro, o resultado segue negativo e totaliza o encerramento de 12,5 mil vagas na indústria (-0,60%). Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (14/11) pela Federação e pelo Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp).

“O resultado do mês foi influenciado pelo setor sucroalcooleiro, com o início do período de demissões dos safristas, além de observadas demissões no setor do vestuário, que é um movimento dentro da normalidade para o mês. Apesar do saldo negativo, a baixa para o emprego na indústria paulista é comum para outubro, visto que a média para esse mês é de fechamento de 4 mil vagas”, avalia José Ricardo Roriz, 2º vice-presidente da Fiesp e do Ciesp.

Desempenho por setores

Entre os setores acompanhados pela pesquisa, 50% apresentaram variações negativas, com 7 contratando, 11 demitindo, e 4 permanecendo estáveis.

Os principais destaques no campo positivo ficaram, principalmente, por produtos diversos (600); produtos de minerais não metálicos (415) e produtos de borracha e material plástico (332).

Entre os destaques negativos, ficaram confecção de artigos do vestuário e acessórios (-1.414), coque, derivados de petróleo e biocombustíveis (-1.236) e veículos automotores, reboques e carrocerias (-697).

A pesquisa apura também a situação de emprego para as grandes regiões do Estado de São Paulo e em 37 diretorias regionais do Ciesp. Por grande região, a variação em outubro recuou na Grande São Paulo (inclusive ABCD) (-0,35%), no ABCD (-0,34%) e no Interior (-0,06%).

Entre as 37 diretorias regionais do Ciesp, 59% delas apresentaram resultados negativos, sendo 22 com demissões, 6 estáveis e 9 com contratações.

Nas 9 que apontaram alta, destaque por conta de Botucatu (1,50%), com geração de 550 vagas, influenciada por produtos de borracha e de material plástico (9,62%) e por confecções de artigos do vestuário e acessórios (1,96%); e por Sorocaba (0,58%), com a criação de 550 postos de trabalho, influenciado por produtos de metal (3,72%) e produtos alimentícios (1,03%).

Já entre as 22 negativas, destaque para Presidente Prudente (-2,08%), com o fechamento de 850 vagas, com influência de coque, petróleo e biocombustíveis (-23,25%) e minerais não metálicos (-1,21%), e Mogi das Cruzes (-2,06%), com o encerramento de 1.250 vagas, influenciado por produtos de metal (-2,27%) e veículos (-0,88%).

Para conferir os dados regionais, acesse: http://www.ciesp.com.br/pesquisas/niveldeemprego/

Imagem relacionada a matéria - Id: 1576027712