Rodadas de Negócios do Ciesp ajudam a driblar a crise em 2015

Relembre as principais frentes de trabalho do Ciesp em infraestrutura, tecnologia, empreendedorismo e outros segmentos

Amanda Viana, Agência Indusnet Fiesp

O Ciesp organizou ao longo do ano 16 rodadas de negócios em todo o Estado de São Paulo com um volume estimado em R$43,5 milhões. A iniciativa foi parte dos esforços da entidade em criar alternativas para atravessar a má fase da economia brasileira.

Conheça abaixo as principais ações do Ciesp em 2015. 

108º edição das Rodadas de Negócios foi realizada em 1º de outubro pela Ciesp sede e as distritais Norte, Leste, Sul e Oeste. Foto: Everton Amaro/Fiesp

Rodadas de Negócios

Desde 2009, o Ciesp organiza as Rodadas de Negócio. Concebidas para enfrentar a época de baixa da economia e dar a empresas de pequeno, médio ou grande porte alternativas para fomentar seus negócios, teve sua importância renovada em 2015 – e ganhou papel na substituição de importações. Em 2015, foram realizadas 16 Rodadas de Negócios, com 19.268 reuniões, e um volume estimado de negociações em R$ 43, 5 milhões.

Encontro Itinerante

A Diretoria de Produtos, Serviços e Negócios do Ciesp realizou no ano 26 edições do Encontro Itinerante de Negócios, evento promovido por regionais do Ciesp e realizados em diversas cidades do interior do estado de São Paulo. O objetivo dos encontros é gerar networking e ampliar negócios.  As empresas participantes podem apresentar seus produtos e serviços e trocar cartões. Ao todo, foram 1.230 participantes.

Infraestrutura

Ainda este ano, o Departamento de Infraestrutura do Ciesp realizou 15 reuniões entre as empresas associadas e as distribuidoras de energia AES Eletropaulo, CPFL e Elektro para tratar dos problemas de fornecimento de energia elétrica. O departamento realizou também seminários sobre eficiência energética e energias renováveis, além de participar dos eventos Campetro, Competro e Campinas Energy, com painéis sobre petróleo e gás e energias renováveis, sala de crédito, encontros e rodadas de negócios na área. Em maio, foi assinado um acordo de cooperação entre o Ciesp e a Antaq(Agência Nacional de Transportes Aquaviários) com o objetivo de promover estudos, pesquisas e debates sobre questões operacionais, institucionais e burocrática, ou seja, pontos que envolvem as atividades portuárias.

Tecnologia

Outro termo de cooperação assinado em 2015 foi entre o Ciesp e a Associação Brasileira de Automação (GS1 do Brasil), que teve o intuito de levar aos associados da entidade mais conhecimento sobre as melhores práticas de automação, soluções e padrões de identificação de produtos. A GS1 padroniza seus sistemas de códigos no mundo inteiro, buscando implementar e disseminar padrões de identificação de produtos, como o código de barras.

Apoio à Inovação

Para capacitar e apoiar empresas na introdução ou aprimoramento do sistema de gestão da inovação, a Fiesp e o Ciesp, por meio da diretoria de Tecnologia (Detec), em parceria com o Senai-SP e a Universidade de São Paulo (USP), criaram o programa Núcleo de Apoio à Gestão da Inovação na Cadeia de Petróleo e Gás (Nagi P&G), financiado pela Finep. Encerrado em outubro deste ano, o Nagi-PG foi dividido em 5 módulos, somando 116 horas entre capacitações coletivas e consultorias individuais.  Mais de 80 empresas concluíram o programa, nos 10 polos formados. Também houve a participação de 15 instituições apoiadoras, 20 consultores e bolsistas atuantes.

Mapeamento

Também em 2015, o Ciesp e o Centro Paula Souza assinaram um acordo cujo objetivo é mapear as necessidades técnicas e tecnológicas das empresas associadas à regional do Ciesp em Taubaté para realização de projetos colaborativos com as Escolas Técnicas (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs) estaduais do Vale do Paraíba e Litoral Norte. 

Missão cumprida! Hora de avaliar os resultados, na palestra de Paulo Storani no 12º Congresso Estadual de Empreendedorismo. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

Núcleo de Jovens Empreendedores (NJE)

O Núcleo de Jovens Empreendedores (NJE) do Ciesp promoveu este ano o 12º Congresso Estadual de Empreendedorismo, na sede da Fiesp e do Ciesp em setembro. Na ocasião, houve a apresentação de cinco palestras e uma peça teatral, com um público de cerca de 350 pessoas. Entre os palestrantes, estiveram presentes o juiz federal William Douglas, o ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Guilherme Afif Domingos, o professor Eugênio Mussak, e José Luiz Tejon e Paulo Storani, ex-capitão do Bope e consultor do filme “Tropa de Elite”.

Durante o ano o NJE realizou palestras, visitas técnicas e encontros como o Happy Business e a Semana do Jovem Empreendedor. No interior, são 34 NJEs regionais, que também promoveram eventos que estimulam o empreendedorismo.