Redução do IPI reduz desvantagem competitiva da indústria, diz Ciesp

Rafael Cervone, presidente do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), salienta ser positiva a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) em até 25%, anunciada pelo governo. Avalia que a medida atenua a assimetria verificada na taxação dos distintos segmentos: “O setor é tributado de maneira desproporcional no Brasil. Embora represente 11% do PIB, responde por cerca de 30% da arrecadação federal e da previdenciária patronal. Apesar disso, tem relevante papel socioeconômico, pois é responsável por mais da metade das exportações de bens, 69,2% do investimento empresarial em P&D e 20,4% dos empregos formais no País”.

Cervone lembra, ainda, que o setor industrial é o polo de inovação e desenvolvimento tecnológico das economias e que uma reforma tributária estrutural é preponderante para melhora do ambiente de negócios e consequente atração de investimentos para o País.