NJE realiza palestra sobre resiliência, flexibilidade e eficácia nos negócios

Tema foi apresentado pelo consultor Roberto Gandara na sede do Ciesp

Tássia Almeida, Agência Indusnet Fiesp

No mundo dos negócios, três palavras podem fazer toda a diferença – resiliência, flexibilidade e eficácia. A afirmação é do consultor de empresas Roberto Gandara e foi feita durante palestra realizada pelo Núcleo de Jovens Empreendedores (NJE) do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), na última quinta-feira (18/05), na sede do Ciesp.

Em um cenário econômico e político conturbado, Gandara pontuou que ser resiliente, flexível e buscar eficácia nos negócios pode fazer toda a diferença. “Resiliência é a capacidade de reagir e tomar decisões mesmo diante dos problemas. A vontade de vencer deve estar antes de qualquer problema”, destaca Gandara. A resiliência deve ser trabalhada em todas as esferas de uma empresa, nos sistemas individuais (lideranças), coletivos (equipes) e gerenciais (sistemas). O palestrante ainda acrescentou que quanto maior for o círculo social e a bagagem cultural de uma pessoa, mais resiliente será.

Para contextualizar a resiliência, Gandara apresentou fotos de sua viagem para a Palestina como consultor internacional da ONU. “Israel quebrou toda a estrutura do país. Os palestinos sobrevivem e se mantêm mesmo em um cenário tão adverso. São um exemplo de resiliência”, disse Roberto.

Já a flexibilidade é a qualidade de compreender e aceitar as opiniões ou pensamentos de outras pessoas. “Um empresário precisa ser flexível. A gente vivencia muitos líderes exigindo flexibilidade dos colaboradores, mas agindo de forma rígida. As pessoas flexíveis enxergam as críticas como uma oportunidade de melhoria e não como uma crítica pessoal”, afirmou o consultor, que também é psicodramatista e especialista em empreendedorismo e desenvolvimento de pessoas. Ele acrescentou que o limite entre resiliência e flexibilidade para não ganhar status de “passivo” é o propósito.

Por fim, Roberto apresentou a eficácia como aspecto fundamental para conquistar os objetivos pretendidos. “Eficácia é diferente de eficiência. Você pode ser eficiente, mas não ser eficaz. A eficácia exige objetivos definidos, planejamento e ações para alcançar o resultado desejado”, explicou.

Com base na resiliência, flexibilidade e eficácia, as empresas podem desenvolver sua estratégia competitiva. Para Roberto, essa postura é necessária para o empreendedor reencontrar os caminhos para o sucesso do negócio.


Palestra com Roberto Gandara. Foto: Everton Amaro/Fiesp.