Inicio do conteudo

Jornada da Exportação, uma imersão pelo comércio exterior

No primeiro dia do evento, debates sobre temas fundamentais para PMEs entenderem os desafios e as oportunidades da exportação para sua empresa e a inserção de seu negócio no mercado internacional

Milena Nogueira, Agência Indusnet Fiesp

Começou nesta quarta-feira, 10/3, a Jornada da Exportação, imersão de dois dias sobre comércio exterior, com a participação do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Derex) da Fiesp. O propósito do encontro, em parceria com o Sebrae e Apex Brasil, é oferecer aos pequenos e médios empresários uma explicação com temas fundamentais para que entendam os desafios e as oportunidades da exportação para sua empresa.

Em termos de comércio global, as pequenas e médias empresas representam aproximadamente 95% de toda força empresarial mundial, e só de 20% a 40% dessas empresas participam de exportações globais, de acordo com a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

A realidade brasileira ainda fica distante desse percentual, o que torna o desafio grande, mas não é exclusivo para o Brasil, pois existe um caminho a trilhar para chegar neste patamar de importância.  “As pequenas e médias empresas entregam entre 60% e 70% da força de trabalho. Então, porque não ser refletido no esforço de exportação?”, indaga Carla Rossetti, coordenadora de Relações Exteriores, Promoção Comercial e de Investimentos da Fiesp, na abertura do evento.

Uma das duas tendências nos negócios internacionais que Rossetti cita é a mudança na forma de produzir, na fragmentação da produção nas cadeias globais de valor. Esta divisão traz uma oportunidade para que algumas empresas entrem em segmentos específicos que tenham ciclos de vida curto, ponto importante para o empresário pensar em que elo da cadeia a empresa deve se inserir. Outra tendência relevante é a transformação digital refletida por meios de pagamento, ferramentas de contato e promoção do negócio que fazem com que as barreiras sejam menores, assim como os custos.

Neste primeiro dia de encontro também houve a participação do Sebrae com conteúdos sobre Mundo Bani, Transformação Digital e as Tendências Internacionais NRF, assim como as palestras sobre o Comportamento Empreendedor para Exportação, pela base Empreendedora, e outra sobre Internacionalização para MPE’s , pela Fundação Instituto de Administração (FIA).