Inicio do conteudo

Infraestrutura para a segurança hídrica na pauta de workshop na Federação das Indústrias

Planos de contingência necessários para garantir a oferta de água aos brasileiros foi o ponto central desse debate

Mayara Moraes, Agência Indusnet Fiesp

Nesta terça-feira (25/6), a Fiesp reuniu especialistas em saneamento básico a fim de refletir a infraestrutura necessária para garantir a segurança hídrica no Brasil. Ao ter em vista que as mudanças climáticas têm aumentado a frequência e a amplitude de fenômenos extremos, reduzindo a segurança hídrica e impondo custos de complexa absorção e rateio pela sociedade, o grupo analisou os planos de contingência fundamentais para assegurar a oferta de água em todo o país.

Sob a mediação de João Jorge, diretor adjunto da Divisão de Saneamento Básico do Departamento de Infraestrutura da Fiesp, participaram da mesa Monica Porto, chefe do Departamento de Engenharia Hidráulica e Ambiental da Escola Politécnica (USP), Ariaster Chimeli, professor doutor da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP), José Carlos Mierzwa, professor doutor do Departamento de Engenharia Hidráulica e Ambiental da Escola Politécnica (USP), Eduardo Mario Mendiondo, Coordenador de Segurança Hídrica do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Mudanças Climáticas Fase 2 (INCTMC2) e Giancarlo Gerli, diretor da Divisão de Saneamento Básico do Departamento de Infraestrutura da Fiesp.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1563705721

Em encontro do Deinfra, debate sobre infraestrutura necessária para garantir a segurança hídrica no Brasil. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp