Inicio do conteudo

Fiesp entra com ação contra Sabesp e Arsesp pelo aumento abusivo da água

A Federação das Indústrias do Estado de são Paulo (Fiesp) entrou hoje com mandado de segurança, com pedido de medida liminar, contra a SABESP (Companhia de Saneamento Básico do Estado de SP) e ARSESP (Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo) em razão do aumento da conta de água em vigor e que terá repercussão nas contas que estão chegando aos contribuintes em breve.

Segundo o presidente da entidade, Paulo Skaf, a Sabesp e o governo do estado deixaram de fazer obras nos últimos dez anos. “A sociedade não pode pagar o pato pela falta de água. Além do sacrifício pela falta de água, ela ainda tem que pagar preços absurdos por causa das falhas do governo do Estado e da Sabesp”, afirmou o presidente da Fiesp.

O aumento médio de 15% contempla 7,78% de reajuste anual devido, mais 6,91% e este último índice a Fiesp entende como ilegal porque se trata de revisão tarifária extraordinária em razão do aumento de custo da energia elétrica e de questões de mercado.

Agência Ciesp de Notícias