Fiesp defende o fim da contribuição sindical

Fiesp se mostra coerente com sua luta contra tantos impostos, burocracia, paternalismo e Estado cartorial

Em uma reunião histórica, a Fiesp decidiu apoiar o fim da contribuição sindical, mais conhecida como imposto sindical. A Diretoria e os presidentes e delegados de sindicatos que compõem a Fiesp aprovaram por unanimidade que as entidades abram mão dessa receita em nome da crença em um país mais eficiente e moderno.

Ao tomar essa decisão, a Fiesp se mostra coerente com sua luta contra tantos impostos, burocracia, paternalismo e Estado cartorial. O Brasil vive um momento que pede mudanças, para a construção de instituições e relações mais modernas.

A hora é de meritocracia. A Fiesp mantém a coerência mesmo quando isso significa a redução de sua própria arrecadação.

Paulo Skaf

Presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo – Fiesp/ Ciesp