Inicio do conteudo

Evento em Paulínia atrai 900 empresas interessadas na cadeia de petróleo, gás e energia

Seminário “Paulínia, Petróleo, Gás e Energia” apresentou aos participantes as oportunidades advindas do pré-sal


Nina Proci, Agência Ciesp de Notícias

O Seminário “Paulínia, Petróleo, Gás e Energia – Como tornar-se fornecedor da cadeia produtiva”, realizado na última terça-feira (25), no Theatro Municipal de Paulínia, reuniu 900 empresas interessadas em conhecer as tendências de negócios que poderão favorecer as empresas da região nos próximos anos. Promovido pela Regional do Ciesp em Campinas e a Petrobras, o evento discutiu temas como cenários e oportunidades, perspectivas econômicas, cadastramento e fontes de recursos.

Na abertura do seminário, estiveram presentes o primeiro vice-diretor do Ciesp Campinas, José Henrique Toledo Correa, o prefeito de Paulínia, José Pavan Júnior, o superintendente regional da Caixa Econômica Federal, Paulo José Galli, e representantes do Sebrae e da Petrobras.

“Uma excelente oportunidade não apenas para os micro e pequenos empresários da cidade de Paulínia, mas de toda a região. Estimulando a economia, teremos mais oportunidades de emprego e isso, para nossa região, é excelente”, disse o prefeito, José Pavan Junior.

De acordo com o diretor adjunto de Infraestrutura do Ciesp, Kalenin Pock Branco, o objetivo dos seminários, que estão sendo realizados em várias regiões do estado, é inserir empresários e indústrias na cadeia de petróleo e gás – “a camada do pré-sal vai gerar muita demanda e as empresas precisam estar preparadas e qualificadas para atender a Petrobras, seus fornecedores e as demais operadoras”, frisa Kalenin.

A Petrobras tem entre seus fornecedores empresas de diversos setores, como: alimentação, construção civil, construção e montagem, eletroeletrônica, energia, gráfica, hotelaria, máquina, manutenção industrial, metal, mecânica, naval & offshore, plásticos, química, saúde ocupacional, segurança, serviços técnicos e gerais, siderurgia, tecnologia da informação, transportes e treinamento e capacitação.

Com a descoberta da camada pré-sal, os investimentos previstos no segmento de petróleo no Brasil são de US$ 400 bilhões até 2020. Kalenin Pock ressalta a importância do trabalho do Ciesp na mobilização das empresas paulistas no atendimento dessa demanda. “O estado de São Paulo não se exclui desse processo. Temos tecnologia, mão de obra, infraestrutura e um parque industrial capacitado para atender a cadeia produtiva de petróleo e gás.

Clique aqui para ver as palestras realizadas em Paulínia.