Inicio do conteudo

Em Jaú, Paulo Skaf defende solução rápida da crise política, “para as coisas voltarem ao lugar”

Presidente da Fiesp e do Ciesp falou também sobre campanha contra o aumento de impostos “Não Vou Pagar o Pato”

Agência Indusnet Fiesp/Ciesp

No programa Fala Cidade, do SBT de Jaú, o presidente da Fiesp, do Ciesp e do Sesi-SP, Paulo Skaf, lamentou o fechamento de negócios devido à crise brasileira. “O Brasil passa por uma grande e forte crise econômica, lamentavelmente causada por uma crise política, que contaminou a economia e fez com que ela parasse.” Skaf lembrou que o PIB brasileiro caiu quase 4% no ano passado, ao passo que o mundo como um todo cresceu 4%. “E a previsão para este ano é novamente um crescimento negativo. E isso não só na indústria. Lamentavelmente o que estamos assistindo é indústrias fechando, demitindo.” O mesmo acontece no comércio.

“A verdade”, disse Skaf, “é que a economia brasileira está indo mal, e a principal razão é a total falta de confiança que hoje a sociedade, os investidores brasileiros, estrangeiros, têm no governo”, o que inibe o investimento e o consumo. “A economia não anda. O que precisamos é rapidamente resolver esta crise política pela qual o Brasil passa, para as coisas voltarem ao seu lugar, e a economia reagir.”

A entrevista ao SBT foi concedida antes do lançamento em Jaú da campanha “Não Vou Pagar o Pato”, contra o aumento de impostos e a volta da CPMF. Mais de 1,2 milhão de pessoas já assinaram, online ou pessoalmente, o manifesto da campanha.

Programa Atleta do Futuro

Na entrevista à TV, Skaf falou também sobre a renovação de convênios do Programa Atleta do Futuro (PAF), para beneficiar 3.500 jovens na região. Skaf destaca o papel do esporte na formação dos alunos, dando-lhes saúde, disciplina e educação. Mais de 200 municípios são atendidos por essas parcerias entre o Sesi-SP e as prefeituras.

Na entrevista, Skaf explicou que o caminho para as prefeituras é procurar a unidade mais próxima do Sesi-SP, que vai estudar as modalidades mais adequadas para a estrutura local.

Mais tarde, tendo já assinado convênios do PAF em cidades da região, Skaf destacou o papel do programa em revelar atletas. As equipes de rendimento de natação e polo aquático do Sesi-SP têm jogadores formados na base, lembrou.

O papel do educador

Em Pederneiras, Skaf exaltou a qualidade das escolas do Sesi-SP, mas ressalvou que, por melhor que seja sua estrutura, elas “são paredes. Na realidade, os grandes atores da educação são os educadores”. 

Imagem relacionada a matéria - Id: 1581919066

O presidente da Fiesp e do Ciesp, Paulo Skaf, participou do lançamento em Jaú da campanha “Não Vou Pagar o Pato”. Foto: Ayrton VIgnola/Fiesp