Diminui ritmo de queda do nível de emprego na indústria paulista

Levantamento da Fiesp e do Ciesp aponta 6.000 vagas a menos em julho, queda de 0,26% em relação a junho

Bernadete de Aquino, Agência Indusnet Fiesp/Ciesp

A pesquisa de Nível de Emprego do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos da Fiesp e do Ciesp (Depecon), divulgado nesta terça-feira (16), registra a perda de 6.000 vagas de trabalho na indústria paulista em julho, recuo de 0,26% em relação a junho. Com ajuste sazonal, a retração foi de 0,15%.

Segundo o diretor titular do Depecon, Paulo Francini, é possível afirmar que o ritmo da queda do nível de emprego está menor, e a tendência é a estabilidade.  “Teremos ainda algumas quedas, mas em menor dimensão do que há seis ou oito meses, mas podemos dizer que está se estabilizando.”

Ao reafirmar que a projeção para este ano é a eliminação de 165.000 vagas de trabalho, contra perda de 235.500 vagas no ano passado, Francini cita as demissões ocorridas nos primeiros meses do ano e os cortes esperados para dezembro.

“Tivemos um início de ano muito ruim, e como uma perda grande sempre acontece em dezembro, esta é inexorável; vamos ter mais desemprego ainda. Um quadro ainda ruim, mas com tendência de até o final do ano alcançarmos uma estabilidade”, explica.

Setores

Dos 22 setores que integram a pesquisa do Depecon, 68% (15) registraram queda do nível de emprego, com destaque para Produtos de Metal, exceto Máquinas e Equipamentos (-1.077 postos); Informática, Produtos Eletrônicos e Ópticos (-883 postos) e Confecção de Artigos do Vestuário e Acessórios (-750). Um setor ficou estável, e 6 obtiveram variação positiva.

Regiões

Em julho, das 36 regiões consideradas no levantamento, 25 tiveram variação negativa no nível de emprego em julho, 9 registraram aumento de vagas, e 2 ficaram estáveis.

Clique aqui para ver a pesquisa completa.