Inicio do conteudo

Cinco novos Conselheiros integram a Câmara de Conciliação, Mediação e Arbitragem Ciesp/Fiesp

A Câmara Ciesp/Fiesp, com métodos adequados de resolução de disputas, reduz os custos de transação, aumenta a segurança jurídica para as empresas e promove agilidade nos processos

Agência Indusnet Fiesp

A Câmara Ciesp/Fiesp tem a satisfação de anunciar que seu Conselho Superior passa a contar com cinco novos integrantes:

Debora Visconte é mestre e doutora em direito internacional pela Universidade de São Paulo e tem LL.M. direito internacional pela London School of Economics and Political Science. Sócia fundadora de Visconte Advogados e árbitra do quadro permanente da Câmara Ciesp/Fiesp e de outras instituições. É diretora (tesoureira) do Comitê Brasileiro de Arbitragem.

Eduardo de Albuquerque Parente é mestre e doutor em direito processual civil pela Universidade de São Paulo, tendo redigido a tese Processo Arbitral e Sistema, publicada pela Editora Atlas (2012). Sócio de Salusse Marangoni Parente Jabur Advogados e professor de cursos de pós-graduação em Processo Civil e Arbitragem pelo país. Árbitro do quadro permanente da Câmara Ciesp/Fiesp e de outras instituições.

Fernanda Rocha Lourenço Levy é mestre e doutora – em direito das relações sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Atua como mediadora privada (ad hoc e institucional) desde 2002, em especial em questões que envolvem grande complexidade e multipartes, tendo mediado dezenas de casos empresariais e cíveis. É a presidente do Conselho Nacional das Instituições de Mediação e Arbitragem (Conima).

Luiz Fernando Alongi é engenheiro civil e tem especialização em administração de empresas. Atua como mediador, coárbitro, perito e assistente técnico em arbitragens, especialmente aquelas que envolvem temas técnicos de engenharia. Sócio de Aequitas Mediação e Consultoria em Contratos de Infraestrutura S/S, ele tem ampla experiência com gestão de grandes projetos de construção e infraestrutura, também atuando como consultor na área.

Martim Della Valle é árbitro e advogado baseado em São Paulo e Lisboa. Doutor em direito internacional pela Universidade de São Paulo, publicou dois livros sobre arbitragem internacional, no Brasil (Arbitragem e equidade: uma visão internacional, São Paulo, Atlas, 2012) e nos EUA (International Arbitration Ex Aequo et. Bono, Nova Iorque, Juris, 2016) além de diversos artigos sobre arbitragem em geral. Fundador da LawTech Zenith Source e sócio de Della Valle Dispute Resolution, tem experiência em centenas de disputas em todos os continentes, seja como árbitro, representante de partes ou como advogado interno. Até agosto de 2018, Martim exerceu o cargo de vice-presidente Global de Compliance, Antitruste e Contencioso da AB-InBev, na qual foi o responsável global por compliance e pelo contencioso internacional daquele grupo. Martim é professor visitante da International Anti-Corruption Academy (www.iaca.int) em Viena e membro do conselho de administração da Transparency International Belgium. 

Saiba mais sobre a Câmara de Conciliação, Mediação e Arbitragem Ciesp/Fiesp 

Criada em 1995, a Câmara Ciesp/Fiesp é uma das instituições de resolução de disputas mais destacadas no Brasil. Presidida pelos Ministros Sydney Sanches e Ellen Gracie, ministros aposentados e ex-presidentes do Supremo Tribunal Federal, ela atua com autonomia e sigilo, administrando mediações e arbitragens envolvendo questões patrimoniais disponíveis nas áreas cível e comercial. Ela já administrou mais de 600 procedimentos e, só no primeiro semestre de 2019, iniciou 25 novos casos.

Além de contar com uma administração especializada e exclusivamente dedicada ao atendimento dos usuários e dos procedimentos, a Câmara Ciesp/Fiesp conta com um Conselho Superior presidido pelos professores Kazuo Watanabe e José Carlos de Magalhães e que já era integrado por eminentes especialistas, nomeadamente: Adriana Braghetta, Adriana Noemi Pucci, Antonio de Souza Corrêa Meyer, Carlos Alberto Carmona, Giovanni Ettore Nanni, Hélcio Honda, Hermes Marcelo Huck, Luiz Olavo Baptista, Mario Sérgio Duarte Garcia, Paula Andrea Forgioni, Pedro Antonio Batista Martins e Selma Maria Ferreira Lemes.

O Conselho Superior orienta as linhas mestras de atuação da Câmara, avaliando os regulamentos e o quadro de profissionais por ela mantidos, garantindo sua qualidade e bom funcionamento. Em seu papel de supervisão, os conselheiros não têm acesso aos dados dos casos confiados à Câmara. Para assegurar o mais alto nível de neutralidade, as mediações e arbitragens permanecem sigilosas e os andamentos que competem à Câmara são decididos exclusivamente por sua presidência com o apoio da secretaria. Entretanto, quando a Câmara enfrenta questões de maior complexidade, os conselheiros podem ser chamados a compartilhar sua experiência com casos similares, sem conhecer as identidades das partes e os detalhes dos casos.

A atuação do Conselho Superior é muito importante para garantir que a Câmara esteja em sintonia com o mercado e atenda às melhores práticas internacionais de resolução de disputas.

A Câmara Ciesp/Fiesp oferece uma contribuição decisiva para o desenvolvimento dos métodos adequados de resolução de disputas, no Brasil, promovendo, assim, a paz social, reduzindo custos de transação e aumentando a segurança jurídica para as empresas.

Para saber mais, clique aqui.