Inicio do conteudo

Atividade industrial no Estado de São Paulo cai 1,6% em julho

No acumulado do ano, nível da atividade da indústria ficou positivo em 4,3%, aponta pesquisa do Ciesp e da Fiesp

O Indicador de Nível de Atividade (INA) da indústria paulista registrou queda de 1,6% em julho sobre junho, considerando os efeitos sazonais, mostrou pesquisa da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp), divulgada nesta quinta-feira (29/08).

Sem ajuste sazonal, no entanto, a atividade industrial subiu 2,9% em julho. Já a variação do período de janeiro a julho deste ano ficou positiva em 4,3%. No acumulado de 12 meses, o nível de atividade ficou em 1,7%. Em comparação com o mesmo mês do ano passado, julho deste ano cresceu 4%.

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) apresentou estabilidade a 81,3% em julho contra 81,7% em junho.

Dos setores avaliados pela pesquisa no mês passado, o segmento de Produtos Químicos foi destaque entre os baixos desempenhos com queda de 4,1% na leitura mensal considerando os efeitos sazonais. Também se destacou a atividade na indústria de Móveis, com declínio de 2,8% em julho ante junho.

Na contramão, a atividade no segmento de Celulose, Papel e Produtos de Papel registrou variação positiva de 0,9%.

Percepção

A percepção geral dos empresários com relação ao cenário econômico no mês de agosto, medida pelo Sensor Fiesp, ficou praticamente estável, a 49,4 pontos contra 50,6 pontos em julho.

O item Mercado subiu de 48,6 pontos em julho para 51,6 pontos em agosto, enquanto a percepção dos empresários com relação a Vendas melhorou para 51,5 pontos este mês versus 48,6 no mês passado.

O componente de Estoque ficou em 42,9 pontos em agosto contra 47,2 pontos em julho, indicando acúmulo de estoques das indústrias. O indicador Emprego ficou em 47,9 pontos contra 49,5 pontos no mês anterior.

A percepção do empresariado sobre investimento também piorou, de 59 pontos em julho para 53,3 em agosto.

Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp