Inicio do conteudo

A economia reencontrou o caminho do crescimento, diz Skaf

A alta de 0,4% no PIB, medido pelo IBGE, do segundo trimestre é uma excelente notícia para o país. O número indica que a economia reencontrou o caminho do crescimento, que deve ser revisto para algo em torno de 1% este ano.

O número do PIB confirma a retomada da atividade da indústria paulista, conforme o Indicador de Nível de Atividade (INA) divulgado ontem pela FIESP, que subiu 2,1% em julho.

A indústria de transformação foi um dos destaques, com o maior crescimento trimestral no setor desde 2017. Registrou um aumento de 2%, apoiado principalmente pelas altas em setores como produtos de metal, máquinas e equipamentos, produtos químicos, metalurgia e bebidas. A construção também se destacou, com alta de 1,9% após 20 trimestres consecutivos de queda.

As reformas estruturais em curso são fundamentais, mas para acelerar a atividade econômica no curto prazo, o governo terá que adotar medidas adicionais, tais como: aumento do crédito, redução de spread bancário, privatizações e concessões e retomada de obras paradas. Assim, teremos o crescimento e a geração de empregos que o Brasil tanto precisa.

Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do Ciesp