Reunião do Conselho traz debate sobre a importância da inovação e empreendedorismo

Híbrida, a reunião contou com a participação online de muitos conselheiros

A reunião do Conselho do CIESP Jundiaí promovida dia 5 de maio, trouxe um debate sobre inovação com a participação de Jacques Meir, do Grupo Padrão/Consumidor Moderno.

Jacques trouxe insights e tendências que vão impactar os negócios no curto e médio prazo, com a palestra ‘Mudança sem Trégua’. Para ele, quando o assunto são as tendências, 5 pilares apontam as mudanças: comportamento, geração Z, digitalização, liderança e modelos de negócio.

“A Geração Z foi a primeira que nasceu num ambiente completamente digital. São aqueles que nasceram entre o fim da década de 1990 e 2010. Esta geração influencia a sua percepção do mundo. Para eles, o mundo é um smartphone. Eles têm liberdade para assumir diversas identidades, há uma fluidez de gênero, refutam as tradições e dominam a narrativa no mundo digital”, explicou, anunciando que eles estão mudando as estratégias das empresas. “Estes jovens buscam marcas com identidade de valores e para atender esse público consumidor, as empresas precisam mudar suas estratégias de comunicação e de negócios. Por isso, é fundamental que as empresas sejam digitalmente acessíveis”, completou.

Um dos conceitos que Jacques apresentou foi o Consumidor Phygital. “Phygital é a junção de físico e digital, ou seja, é a interação de tudo que é online com o mundo offline. O consumidor 5.0, que vamos conversar mais pra frente, tem um perfil de heavy user da internet e rede sociais, mas não somente, ele é sensorial, imersivo, obcecado por serviço, rápido e fluído e estratégias omnicanal”, elencou.

Alexandre Borin e Vinícius Ribas, do NJE e Grape Valley

GRAPE VALLEY - O diretor do Núcleo de Jovens Empreendedores, Vinícius Ribas, anunciou que o NJE participa do Conselho de Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação da Prefeitura de Jundiaí. “Estamos participando do Conselho e entendemos a importância de discutir os temas de inovação e tecnologia em nossos encontros e é isso que vamos fazer este ano”, explicou, anunciando a realização de um evento em junho para apresentar cases de empresas que participaram pelo processo de inovação oferecido pelo SENAI.

“Queremos aproximar as empresas das ferramentas disponíveis oferecendo esta metodologia de aceleração e acompanhamento e investimentos”, explicou, apresentando o Alexandre Borin, do Grape Valley. “Ele é parceiro do NJE, já foi presidente do Conselho Municipal e hoje é um dos fundadores do Grape Valley, este ecossistema de open innovation”, destacou.

Alexandre Borin reconheceu o papel do CIESP Jundiaí em fomentar este ecossistema de inovação para toda a cidade e a região. “O CIESP Jundiaí abriu as portas para eventos que fomentam esta cultura e isso é muito importante para reunir as empresas e startups, investidores, estudantes e pesquisadores”, ressaltou. “Existe hoje um movimento de comunidades de inovação. o Grape Valley já conquistou a marca de 170 empresas cadastradas, destas 40 são startups, 23 investidores nas últimas cinco semanas. Queremos levar para as empresas o conceito de open innovation: admitir que empresas de fora possam entrar na minha empresa para trazer inovação. Chega de ser o empresário herói, agora nós temos um ecossistema que pode colaborar com inovação e crescimento: uma oportunidade para resolvermos os problemas em rede”, anunciou, convidando os conselheiros para participar do grupo do whatsapp.

PRÓXIMOS EVENTOS JURÍDICO - Dra. Elizabeth Broglio anunciou que estão programados dois eventos para os meses de maio e junho. “No dia 25 de maio, teremos uma palestra com o tema “Compliance, direitos dos contribuintes e e-commerce: a credibilidade das empresas”; já no dia 22 de junho, a palestra será sobre falência e recuperação judicial. Dois temas importantes que estamos trazendo e que impactam o dia a dia dos nossos empresários e associados. Todos estão convidados a participar. Os eventos serão presenciais, mas estamos verificando a possibilidade de promover de forma híbrida para atender àqueles que não poderão estar aqui, mas querem acompanhar as discussões.

FRETES INTERNACIONAIS / COMEX - O diretor de Comércio Exterior, Marcio Ribeiro Julio, trouxe informações atualizadas sobre o comércio internacional. “Em nosso grupo do Telegram, acompanhamos o dia a dia dos importadores e muitos deles estão com dificuldade para liberar suas mercadorias. A Operação Padrão da Receita Federal não está deixando nem passar mandado de segurança, uma situação que nós não tínhamos visto antes”, anunciou. “Com relação aos fretes internacionais, estamos enfrentando as duas piores semanas desde o início da pandemia, por conta do lockdown em Xangai. As próximas duas semanas serão cruciais para a definição do movimento de fretes para o segundo semestre: estamos monitorando de perto. O dólar ainda segue atrelado às questões eleitorais”, elencou.

Cíntia Souza – Assessoria de Comunicação – CIESP Jundiaí

Comente