NJE Jundiaí retoma atividades com Happy Business

Vinícius Ribas é o novo diretor do NJE Jundiaí

O diretor titular do CIESP Jundia√≠ e diretor superintendente da Castelo Alimentos, Marcelo Cereser, foi o primeiro convidado do Happy Business, evento promovido pelo N√ļcleo de Jovens Empreendedores (NJE) sob a coordena√ß√£o de Vin√≠cius Ribas, o novo diretor do grupo.

Os diretores Gilson Pichioli (Infraestrutura Logística), José Henrique Toledo (Produtos, Serviços e Negócios do Ciesp em São Paulo), Claudio Palma (vice-diretor), Sueli Muzaiel (Comunicação), Vania Mazzoni (Responsabilidade Social) e Aldo Orsini, que já foi coordenador do NJE Jundiaí também prestigiaram o evento.

Uma noite de troca de experiência e muitas histórias. O ponto em comum na trajetória empreendedora de Marcelo Cereser foi o ano de 1994, quando, ao mesmo tempo, começava a trabalhar nos negócios da família Cereser, ao lado do pai, o empreendedor Xisto Cereser, e assumia a liderança do Grupo de Jovens Empresários (como era chamado à época).

História de empreendedorismo começou em 1994

Marcelo contou como tudo come√ßou, listou algumas a√ß√Ķes que foram desde palestras com renomadas personalidades, como Delfim Neto, Joelmir Beting e Washington Olivetto at√© a defesa de causas sociais como com crian√ßas e adolescentes e seguran√ßa, problemas que envolviam toda a sociedade.

“Usando a lei do Menor Aprendiz, Jundia√≠ se tornou refer√™ncia. Criamos uma rede de entidades que se estruturaram para abra√ßar esta causa e desenvolvemos um programa de forma√ß√£o profissional para os jovens: naquela √©poca (2004) n√£o t√≠nhamos adolescentes nas ruas de Jundia√≠”, comentou Carlos Alberto de Oliveira, gerente regional do Trabalho e Emprego em Campinas, que na √©poca estava em Jundia√≠ e ajudou a viabilizar o programa de capacita√ß√£o.

Marcelo lembrou que a constru√ß√£o da sede do CIESP Jundia√≠ marcou a sua primeira gest√£o como diretor titular.¬†‚ÄúNaquela √©poca a gente montou um grupo de jovens empres√°rios, com novas ideias, querendo mudar, querendo prestar servi√ßos para a comunidade, oferecer cursos, atender os empres√°rios, construir uma sede. O prefeito naquela √©poca era o Miguel Haddad que fez um projeto de lei para a doa√ß√£o do terreno e fui at√© a C√Ęmara defender a doa√ß√£o e conseguimos”, lembrou o diretor titular que,¬†recentemente (2013-2016) experimentou um cargo p√ļblico, como secret√°rio de Desenvolvimento Econ√īmico, Ci√™ncia e Tecnologia. ‚ÄúFoi interessante, senti na pele a morosidade e a burocracia do servi√ßo p√ļblico”, completou.

Outro importante marco de sua trajet√≥ria foi o surgimento do A + E, o curso Atitudes Empreendedoras, voltado para jovens empres√°rios/empreendedores. O NJE Jundia√≠ foi incentivou a participa√ß√£o dos jovens da cidade, jovens que hoje s√£o l√≠deres em suas √°reas de atua√ß√£o, como √© o caso do pr√≥prio Marcelo, Sueli Muzaiel, G√©ssica Cereser, Vandermir Francesconi J√ļnior, Ricardo Benassi, entre outros. “Este curso ajudou a descobrir a voca√ß√£o e o perfil de cada jovem empres√°rio naquela √©poca, ajudou a desenvolver aptid√Ķes e descobrir talentos”, destacou.

Na Castelo Alimentos, Marcelo começou a participar do dia a dia da empresa em 1994, seguindo os passos do pai. Hoje, nossa empresa envaza 24 mil garrafas/hora, desenvolve novos produtos e tem mais de 120 itens em nosso portfólio. A Castelo também está entre as 100 empresas que mais crescem no Brasil e presente em mais de 16 países, tudo isso em 113 anos de história.

Um posicionamento que Marcelo credita √† vontade de trabalhar, de inovar, de buscar novas ideias.¬† “Muitas outras marcas nasceram na cidade que tem o t√≠tulo de Terra da Uva, mas sa√≠mos do olhar local para o mundo: fiz uma peregrina√ß√£o por outros pa√≠ses, conhecendo outras realidades, outros produtos e, na busca por novas t√©cnicas, tropicalizamos as novas ideias e empoderamos nossos colaboradores. Por conta disso, hoje,¬†a Castelo √© a maior empresa de vinagres da Am√©rica Latina e produz mais de 100 milh√Ķes de litros por ano”, ressaltou.¬†

Jos√© Roberto Toledo, do CIESP S√£o Paulo, acompanhou toda a trajet√≥ria de Marcelo e fez quest√£o de participar deste evento que marcou a retomada dos trabalhos do NJE Jundia√≠. “√Č uma alegria participar deste evento. O saudosismo √© importante para motivar os jovens. N√≥s quer√≠amos ser agentes de transforma√ß√£o e mudan√ßas: buscamos oportunidades, criamos oportunidades e queremos transmitir estas oportunidades para os jovens de hoje. O CIESP precisa de mais empres√°rios jovens e empreendedores para propagar essas ideias e herdar esse legado. Temos muitas hist√≥rias para contar e precisamos dos jovens para dar continuidade a tudo isso”, destacou.

A noite terminou com um coquetel e networking, resgatando a vocação do NJE Jundiaí em buscar novas oportunidades e novos negócios.

Cíntia Souza РAssessoria de Comunicação РCIESP Jundiaí

Comente