Instituições apresentam seus projetos para capacitação de jovens

Salvador Soares é diretor da Guardinha de Jundiaí

Durante a Reunião do Conselho, promovida na quinta-feira, dia 5 de maio, o CIESP Jundiaí recebeu duas instituições que desenvolvem projetos para capacitar mão de obra de jovens para o mercado de trabalho: a Guardinha de Jundiaí e a ABCJ.

Salvador Soares, diretor da Guardinha de Jundiaí (Associação de Educação do Homem de Amanhã) anunciou o programa Jovem Aprendiz. “A visão de futuro para uma empresa é o investimento num jovem aprendiz: as empresas só precisam entender que devem colocar os jovens em atividades em que eles possam aprender, se desenvolver como seres humanos e profissionais”, comentou.

O programa de formação profissional é misto com teoria e prática profissional. “A teoria é composta por dois módulos: núcleo básico e parte específica e é desenvolvida na sede da Entidade. Já a prática profissional é desenvolvida nas dependências da empresa parceira”, explicou, lembrando que é possível ainda para a Guardinha desenvolver o programa de formação profissional in company, orientado, exclusivamente para as necessidades da empresa contratante.

Os diretores reforçaram a importância de projetos como este para o crescimento e desenvolvimento dos jovens. “Este projeto oferece para o jovem aprendiz a oportunidade de conviver num ambiente positivo que traz mudança e transformação”, comentou o vice-diretor, Claudio Palma. O diretor de Meio Ambiente e representante local em Cabreúva, Marcelo Souza, fez uma analogia do projeto com o ESG, sigla que vem do inglês Environmental (Ambiental, E), Social (Social, S) e Governance (Governança, G). “Este projeto é ESG puro. O S do ESG é isso: promover um olhar para fora da organização e é de extrema relevância, por criar uma nova situação social para estes jovens.  

A Guardinha de Jundiaí fica na Rua Marechal Deodoro da Fonseca, 450, no Centro em Jundiaí. Telefones: (11) 4806 – 5200 ou  (11) 97144-3088 (whatsapp Salvador Soares).

Zanotello é coordenador do projeto

ABCJ - Adilson Luiz Zanotello, coordenador do projeto Preparando o Futuro da ABCJ  (Associação Beneficente e Cultural de Jundiaí), explicou que a instituição atua na região de Jundiaí, desenvolvendo atividades educativas, sociais e culturais voltadas à população de baixa renda, buscando auxiliar principalmente na formação do jovem.

Zanotello explicou como funciona o programa sócio-educativo ‘Preparando o Futuro’ que foi criado em 2005 e tem por objetivo oferecer para jovens talentosos e de baixo poder aquisitivo uma oportunidade de formação humana. “Ele é composto por palestras corporativas e qualificação técnica profissional curso de “Operador de Logística”, na Escola SENAI de Jundiaí, e conta com o importante o apoio de seu núcleo familiar. Essa oportunidade visa aprimorar a qualificação técnica desses jovens, visando a inserção no mercado de trabalho, mas sem deixar de lado a importância da formação humana, que o ajudará em seu futuro profissional e social”, explicou.

O projeto Preparando o Futuro já contribuiu com a formação de mais de 300 jovens. e As empresas de Jundiaí e Região podem contribuir com o programa adotando um aluno por R$ 200,00 mensais.  Para conhecer mais sobre a ABCJ e sobre o Projeto Preparando o Futuro que oferece aos jovens a chance de uma ampla formação profissional e cultural, acesse www.abcj.com.br ou entre em contato com o coordenador Adilson Zanotello pelo (11) 97140-7366 ou pelo email: coordenador@abcj.com.br

Cíntia Souza – Assessoria de Comunicação CIESP Jundiaí

Comente