Caminhada do NJE/CIESP Jundiaí se torna embrião de projeto da Prefeitura de Jundiaí

NJE reuniu empresários e seus familiares na Serra do Japi

A ideia inicial do Núcleo de Jovens Empreendedores (NJE) do CIESP Jundiaí era promover uma caminhada pela Serra do Japi até a Base Ecológica Miguel Gastarde e oferecer aos participantes, empresários e seus familiares, uma palestra sobre a biodiversidade da mata, para marcar o Dia do Meio Ambiente, comemorado mundialmente em 5 de junho. O encontro, realizado no sábado (8), no entanto, ganhou uma nova dimensão que vai beneficiar toda a cidade: a prefeitura anunciou que já está trabalhando para retomar as visitas monitoradas na Serra do Japi. “Ficamos muito felizes com a notícia. Nossa ideia é trabalhar a conscientização ambiental deste grupo e, a partir daí, transformá-los em agentes multiplicadores”, comentou Aldo Orsini, coordenador do NJE.

Todos os anos, o NJE organiza eventos alusivos ao Dia do Meio Ambiente. “Este ano queríamos fazer com que as pessoas sentissem de perto a importância da biodiversidade da Serra do Japi e a Prefeitura de Jundiaí nos auxiliou na organização”, explicou, lembrando que o Município está comemorando o mês do Meio Ambiente.

A boa notícia de retomar as visitações à Serra do Japi foi dada pela secretária de Planejamento e Meio Ambiente, Daniela da Câmara Sutti, que estava na Base Ecológica para receber o grupo. “Quando o coordenador do Núcleo de Jovens Empreendedores do CIESP Jundiaí nos procurou, entendemos que poderia ser a oportunidade para avaliarmos este tipo de passeio”, explicou. “Este é um embrião de muitas caminhadas e passeios que virão. Estamos estudando, pois tudo terá que ser feito com planejamento para oferecermos segurança não somente para os visitantes para também para toda a biodiversidade da Serra do Japi, animais e plantas”, completou, aproveitando para agradecer a iniciativa do CIESP Jundiaí.

Daniela anunciou também que a prefeitura está planejando organizar um simpósio, em 2014, para apresentação das pesquisas que são desenvolvidas na Base Ecológica, para que o jundiaiense entenda a importância da Serra do Japi para pesquisadores que trabalham, principalmente, com a área médica. E para a próxima semana, serão abertas as inscrições para aqueles que quiserem integrar a Brigada de Incêndio da Serra do Japi.  “A partir de segunda-feira, os interessados poderão se inscrever pelo site da prefeitura. Vamos nos reunir com o grupo voluntário, no próximo sábado, no 12º GAC, às 9 horas”, anunciou.

O grupo acompanhou as explicações sobre fauna e flora

O grupo acompanhou uma palestra do biólogo Ronaldo Pereira, responsável pela Base Ecológica, que falou sobre a fisionomia vegetal, linhas de pesquisa desenvolvidas e a riqueza animal daquele ecossistema. “A Serra do Japi tem 47% de seu território está em Jundiaí e 41% em Cabreúva, mas as cidades de Pirapora do Bom Jesus e Cajamar também tem território na serra”, comentou. “Destas cidades, a única que tem reserva biológica é Jundiaí, um espaço estritamente destinado à pesquisa e educação ambiental”, explicou pouco antes de sair para uma caminhada de pouco mais de uma hora, apresentando espécies de plantas e insetos.

Cíntia Souza – Assessoria de Comunicação CIESP Jundiaí

Comente