Ações do Polo de Cubatão durante a pandemia

As indústrias adotaram medidas de prevenção e realizaram diversas doações durante o período

Desde o início da disseminação do novo coronavírus (covid-19) no País, as indústrias do Polo de Cubatão contribuíram para o bem-estar de milhares de famílias, por meio de doações e ações voluntárias, em parceria com o Cide, Ciesp Cubatão, Prefeitura Municipal e demais instituições do município.

Em março deste ano, o Governo do Estado e prefeituras da Baixada Santista decretaram calamidade pública e colocaram em prática as principais medidas restritivas para acesso a estabelecimentos de serviços não essenciais, de acordo com as orientações do Ministério da Saúde e da Secretaria de Saúde do Governo do Estado de São Paulo.

Muitas destas medidas impactaram diretamente pessoas que atualmente se encontram em vulnerabilidade social na cidade. Em reflexo a este cenário, até o final de agosto, indústrias do Polo doaram mais de 102 mil insumos, entre alimentos, produtos de higiene, máscaras artesanais e cobertores:

  • Mais de 6,9 mil cestas básicas;
  • Cerca de 1,4 tonelada de hortaliças;
  • 88,2 mil marmitas e 2 mil cobertores, com apoio da Fiesp e Sesi;
  • Cerca de 4,2 mil kits de higiene;
  • 64 mil sabonetes;
  • 48 mil máscaras artesanais;
  • 750 litros de álcool gel e sabonete líquido.

Os itens foram distribuídos pela Secretaria Municipal de Assistência Social, por meio do Fundo Social de Solidariedade, e por associações e instituições de caridade.

A Secretaria Municipal de Saúde também contou com a doação 24 mil máscaras de proteção respiratória e 30 mil luvas descartáveis para os profissionais que atualmente prestam atendimento à população na prevenção e combate ao novo coronavírus.

Já o Hospital de Cubatão recebeu a doação de um novo respirador multifuncional e contou com o apoio do Senai para reparo de mais quatro equipamentos que necessitavam de manutenção.

Locais públicos da cidade, como o próprio hospital, e ruas e avenidas com maior circulação de pessoas receberam higienização com mais de 365 mil litros de água sanitária, aplicados por meio de veículos próprios para as atividades e também cedidos pelas indústrias.

Para o diretor executivo do Cide, Ricardo Salgado, as ações integradas são necessárias para o apoio à população durante a pandemia. “O fornecimento de insumos básicos para auxílio às famílias das comunidades locais, assim como as medidas de prevenção para garantir a saúde dos munícipes e dos trabalhadores do Polo, são inciativas fundamentais para o enfrentamento da atual crise causada pelo covid-19, além de fortalecidas pela parceria entre indústrias, poder público e instituições”.

“O resultado desta sinergia é de extrema importância para o apoio às famílias mais impactadas pela pandemia. Estamos unidos, buscando os recursos possíveis e necessários, com o único objetivo de atravessar este cenário difícil e nos prepararmos para novas oportunidades em nosso País”, complementa o diretor titular do Ciesp Cubatão, Raul Elias Pinto.

Medidas de prevenção no Polo

As indústrias adotaram medidas de prevenção ao novo coronavírus antes da intensificação da pandemia na região e que estendem-se até hoje.

Os profissionais da área da Saúde estão concentrados em ações para monitorar e impedir a contaminação entre os colaboradores das empresas, permitindo, assim, uma continuidade operacional segura.

As iniciativas comuns entre as indústrias do Polo são:

  • Suspensão de reuniões, eventos ou qualquer outra atividade presencial com aglomerações;
  • Reuniões, quando necessárias, através de videoconferência;
  • Grande parte de seus efetivos de áreas administrativas em atividade home office;
  • Flexibilização de horários entre os colaboradores para reduzir concentração de pessoas nos ambientes;
  • Orientação aos colaboradores para restringir o contato físico no local de trabalho;
  • Distanciamento mínimo necessário em ambientes comuns, como restaurantes, estações de trabalho e veículos de transporte dos trabalhadores;
  • Disponibilidade álcool gel 70% em todas as dependências internas;
    Intensificação da limpeza dos ambientes de trabalho, principalmente nos pontos de contato, como maçanetas, mesas e utensílios;
  • Portas e janelas constantemente abertas, promovendo a ventilação dos locais;
  • Orientação aos colaboradores para estender as ações preventivas fora do local de trabalho.

Comente